Páginas

4 de jun de 2010

SAUDAÇÕES!

Crianças são dotadas de intrigantes características: são capazes de amar incondicionalmente e perdoar sem guardar rancor; encaram o sobrenatural como mais um item corriqueiro e costumam conviver bem entre a realidade e a fantasia, sem se preocupar com o que as pessoas vão pensar quando elas falam sozinhas ou fazem desenhos sem sentido.

Porém as crianças crescem, e ao crescerem deixam para trás os pequenos devaneios que permeiam a infância, transformando-se em respeitáveis senhores e senhoras, de quem se espera atitudes adultas e racionais, como conversas sobre culinária e finanças, reclamações sobre o chefe e, como diversão, um churrasco no domingo com bebidas e futebol.

Bom, nem todas crescem assim.

Algumas, só algumas, acabam tão fascinadas pelas ilusões infantis que simplesmente não conseguem se livrar delas quando se tornam adultas. Estas permanecem assim, confortavelmente entre a realidade e cruel e a insensatez brilhante do imaginário.

Hoje, o fantástico se tornou mais que meu passatempo ou um gosto: é parte de mim e parte de minha vida. Então abri esse espaço, para que minhas criações pudessem ter alguma liberdade e respirar um pouco fora da minha mente.

Convido você, caro desconhecido, a conhecer meu trabalho com a fantasia e o surreal. Seja bem vindo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário