Páginas

13 de fev de 2015

Sobre a marca INDIE






 É estranho apanhar um livro e não ver nenhuma informação além do nome dele e do autor na capa (já peguei alguns sem nem o nome do autor na capa). Por outro lado, já peguei livros que só tinham essas duas informações pensando que eram de autores independentes e, quando fui procurar mais a respeito deles, descobri que foram editados por editoras pagas, editoras de Portugal, editoras menores, resumindo: não eram independentes.

Acho importante ter a informação do modo como o livro foi editorado disponível e de forma fácil, mas imagino que muitos leitores potenciais não comprariam um livro se estivesse escrito “obra independente” ou “autor independente” na capa. Dá uma ideia de libertinagem, ou de coisa feita às pressas. Meu jeito de resolver essa questão foi criar o logotipo “Indie”.

 “Indie” não é o nome de nenhuma editora, pelo contrário: é o diminutivo que os americanos costumam utilizar para a palavra “Independent”. O símbolo que o acompanha nada mais é que uma representação do céu bhardano — as três luas e a estrela de oito pontas Lincariell, portanto uma referência à própria obra.

X

2 comentários:

  1. Pois é. Eu acabei deixando apenas o nome do livro e o meu nas capas dos materiais que escrevi.

    Achei bem legal a ideia de colocar algo como um selo nas capas e muito mais a ideia para a concepção do seu logotipo.

    Quero começar a ler seus livros logo, mas preciso trazê-los pra minha casa. Como ainda não tenho uma estante por aqui, deixei meus livros na casa da minha mãe XD Estou só com os mais novos que comprei recentemente.

    ResponderExcluir
  2. Gisele, por causa da minha formação em Design Gráfico eu acabo tendo uma visão um pouco diferente do material pronto. Quando escrevo coloco minha alma, quando ilustro também, mas quando trabalho na diagramação final do livro eu o encaro como um produto. Só ainda não sei se estou no caminho certo ou não, só o tempo dirá...

    ResponderExcluir